Dicas, truques, tutoriais, reviews, promoções e informação

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Como saber se uma imagem foi manipulada


É normal utilizarmos um editor de imagens para dar uma pincelada naquelas fotos com detalhes pouco agradáveis, como uma espinha, olhos vermelhos, olheiras, celulite (no caso das mulheres), dentre outras coisas. No mundo artístico então, o Photoshop é crucial - especialmente em revistas do tipo Playboy, Sexy e etc - todos sabem que aquelas beldades, por mais lindas que sejam, não possuem aquela aparência perfeita (embora não importe-nos muito com isso, não é?!)

Mas enfim, a alegria de quem gosta de manipular imagens com Photoshop, Photoscape, Photofiltre, entre outros editores para esconder algum detalhe em uma foto, pode estar chegando ao fim.

Ao ver uma foto em uma revista, jornal ou site, você já parou para perguntar se aquela imagem sofreu retoques? Com certeza, sim. Você nunca conseguiu tirar esta dúvida? Agora você conseguirá!

O site ErrorLevelAnalysis pode descobrir isto para você em questão de segundos.

Como Funciona

A ferramenta forense desenvolvida por Neal Krawetz, trabalha somente com imagens em formato JPEG.

O modo como o aplicativo funciona é interessante: as imagens em formato JPEG perdem a qualidade a cada vez em que são salvas. Ou seja, quando uma imagem é manipulada, a pessoa deve salvá-la a cada vez que a edita, até que a imagem fique do jeito desejado. Por exemplo: suponhamos que a qualidade de sua foto JPEG seja de 90%, se você editar a foto, e ao final salvá-la, a qualidade será reduzida para uns 85 ~ 82%. Observe que a qualidade perdida é grande até. No entanto, não é visível a olho nu.

Pois bem, o site Error Level Analysis detecta as áreas em que a resolução foi perdida, mostrando um mapa térmico das áreas que foram mexidas pelo editor de imagens.

como-usar-errorlevelanalysis

Como Utilizar o Error Level Analysis

Antes de tudo, lembre-se de que a sua foto deve estar em formato JPEG, como mencionamos anteriormente.

1. Primeiramente, upe a sua imagem em um site de hospedagem de imagens. O tamanho da imagem não importa. Eu gosto bastante do TinyPic. Mas escolha o de sua preferência.

2. Após upar a sua imagem, pegue a URL da mesma e insira no campo em branco do Error Level Analysis. Clique no botão Process para que o site carregue e analise a imagem. É bem rápido!

descobrir-se-a-foto-foi-alterada

3. Quando o resultado for dado, você estará visualizando duas imagens: a imagem normal e a analisada pelo Error Level Analysis (que estará em forma de um Raio-X). Um exemplo abaixo.

como-saber-se-imagem-passou-por-photoshop


Como Interpretar o Resultado

Como dito anteriormente, o aplicativo analisa a imagem baseando-se na resolução perdida do JPEG.

Observe na imagem de roxo, as áreas mais brilhantes da imagem. Na foto da celebridade Juliana Paes acima, preste atenção que na parte dos lábios, olhos e cabelo da atriz, o laço dos brilhos está mais forte.

Sabe o que isso significa? Exatamente. Estas foram as áreas editadas da imagem. Ou seja, o fotógrafo que tirou a foto provavelmente aplicou retoques nestas áreas brilhantes da imagem. Portanto, estas áreas perderam um pouco da qualidade no momento em que foram salvas pelo programador.

Outras Demonstrações

imagem-alterada-por-photoshop
ver-se-foto-foi-modificada-editor-de-imagens
Imagens tiradas do site wired.com

imagem-de-revista-passou-photoshop


Conclusão Final

Logicamente que o site não é 100%, pode haver alguns equívocos no resultado. Mas diria que o site acerta 95% de todos os resultados.

Inclusive, segundo sites americanos, o aplicativo já foi utilizado para identificar fotos manipuladas de terroristas da Al Qaeda.


De qualquer maneira, o aplicativo é extremamente interessante.

4 comentários:

  1. Olha, eu abri um arquivo .NEF que vem direto da camera Nikon, mechi em duas coisinhas, e o resultado no site foi que "teria" sido toda a imagem editada - talvez não tenha testado corretamente! tnks

    ResponderExcluir
  2. MAURO
    Não sei se pecebeu, mas o site só suporta imagens em JPEG ou JPG. Com outros formatos o resultado é inesperado e incorreto!

    Observe que eu frisei o único formato suportado várias vezes no artigo.

    ResponderExcluir
  3. Agora que precisei o serviço fechou... sou sem sorte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente o serviço foi desativado, infelizmente. Mas pelo comunicado do site, a causa é compreensível. Vou procurar por ferramentas equivalentes e se eu achar eu publico, caca.

      Grande abraço

      Excluir